Vol. 5 Núm. 2 (2020)
Artículos

O entendimento do conceito de gestão democrática na escola pública: caso específico do Estado da Bahia (Brasil)

Sônia Fonseca
Universidad Autónoma de Madrid
Héctor Monarca
Universidad Autónoma de Madrid
Cristiane Nunes
Diretoria Superintendência do SEBRAE-SE
Portada del volumen 5 número 2 de la Revista de Educación, Política y Sociedad
Publicado junio 30, 2020

Palabras clave:

qualidade, Gestão, neoliberalismo
Cómo citar
Fonseca, S., Monarca, H., & Nunes, C. (2020). O entendimento do conceito de gestão democrática na escola pública: caso específico do Estado da Bahia (Brasil). Revista Educación, Política Y Sociedad, 5(2), 67-93. https://doi.org/10.15366/reps2020.5.2.004

Resumen

Este artigo objetiva refletir sobre o Art. 206 da Constituição Brasileira de 1988 e seu entendimento pelo(a)s diretores(as) das escolas públicas do Ensino Médio, no Estado da Bahia. Trata-se de um recorte preliminar da pesquisa, Gestão da Escola e os Resultados do IDEB: qual a relação? A abordagem teórica baseou-se nos estudos de Luck (1996), Paro (2000), Ravitch (2011) e Monarca (2018a). Metodologicamente o estudo é exploratório descritivo, incidindo nos resultados obtidos com uma amostra de 126 sujeitos, diretores de escolas, respondentes ao questionário. O resultado principal identifica que há um entendimento polissêmico, pelo(a)s diretores(as), sobre o conceito de “gestão democrática” e padrão de qualidade, diferindo do que preceitua os incisos analisados.

 

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

Aranha, M. L. (1996). História da Educação (2a ed.). São Paulo: Moderna.

Constituição da República Federativa do Brasil. (1998). Brasília, DF: Senado Federal. Disponível em https://bit.ly/2sFJy0a

Fernandes, R. (2007). Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Série Documental. Textos para discussão. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Fernández-González, N. (2019). El cercamiento neoliberal de la escuela pública en Madrid. Un estudio del discurso y la gubernamentalidad. Tesis doctoral inédita. Madrid: Universidad Autónoma de Madrid.

Fernández-González, N. e Monarca, H. (2018). Poli?tica educativa y discursos sobre calidad: usos y resignificaciones en el caso espan?ol. En H. Monarca (Coord.), Calidad de la Educación en Iberoamérica: Discursos, políticas y prácticas (pp. 12-44). Madrid: Dykinson. Disponível em https://bit.ly/2ug4sDM

Fonseca, Sônia (2018). Gestão de Organizações de Ensino: uma perspectiva pedagógica. Curitiba: Appris.

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (s/n): Programa Dinheiro Direto na Escola (PDEE). Disponível em https://bit.ly/2v5TGAc

Freire, P. (1996). Pedagogia da Autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Gil, A. C. (1999). Métodos e técnicas de pesquisa social (5a ed.). São Paulo: Atlas.

Hargreaves, A. e Fullan, M. (2012). Professional capital. Transforming teaching in every school. New York: Teachers College Press.

Harvey, D. (2008). O neoliberalismo história e implicações. São Paulo: Edições Loyola.

Hora, D. L. (2006). Democracia, educação e gestão educacional na sociedade brasileira contemporânea. EccoS - Revista Cientí?ca, 8(1), 65-87. https://doi.org/10.5585/eccos.v8i1.459

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (2016). Relatório do 1º ciclo de monitoramento das metas do PNE: biênio 2014-2016. Brasília, DF: INEP.

Lei n. 5.540/1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5540.htm

Lei n. 9.394/1996, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Lei n. 10.172/2001. Normatiza o Plano Nacional de Educação. Brasília, DF. Disponível em https://bit.ly/38w7iDt

Libânio, J. C. (2007). Concepciones y prácticas de organización y gestión de la escuela: consideraciones introductorias para un examen crítico de la discusión actual en Brasil. Revista Española de Educación Comparada, 13, 155-191.

Lima, L. A. (2014). Gestão democrática das escolas: do autogoverno à ascensão de uma Pós - Democracia Gestionária? Disponível em https://bit.ly/2G7MzJQ https://doi.org/10.1590/ES0101-73302014142170

Lück, H., Freitas, K., Girling, R. e Keith, S. (1996). A escola participativa o trabalho do gestor escolar. Rio de Janeiro: DP & A.

Monarca, H. (Coord.) (2018a). Calidad de la Educación en Iberoamérica: Discursos, políticas y prácticas. Madrid: Dykinson. Disponível em https://bit.ly/2ug4sDM

Monarca, H. (2018b). Presentación: sobre calidad y sentidos en educación. En H. Monarca (Coord.), Calidad de la educación en Iberoamérica: Discursos, políticas y prácticas (pp. 5-11). Madrid: Dykinson. Disponível em https://bit.ly/38leORk

Murillo, F. J. e Marti?nez-Garrido, C. (2015). La formacio?n de directores y directoras, un factor (Ma?s) de inequidad escolar en Ame?rica Latina. Revista Iberoamericana de Educacio?n, 69, 241-266. https://doi.org/10.35362/rie690155

Ometto, A. M. H., Furtuoso, M. C. e Silva, M. V. da. (1995). Economia brasileira na década de oitenta e seus reflexos nas condições de vida da população. Revista de Saúde Pública, 29(5), 403-414. https://doi.org/10.1590/S0034-89101995000500011

Ozga, J. (2009). Governing education through data in England: From regulation to self?evaluation. Journal of education policy, 24(2), 149-162. https://doi.org/10.1080/02680930902733121

Paro, V. H. (2000). Gestão Democrática na Escola Pública (3a ed.). São Paulo: Ática.

Pereira, B. (1999). Reflexões sobre a Reforma Gerencial Brasileira de 1995. São Paulo: Revista do Serviço Público, 50(4), 5-29. https://doi.org/10.21874/rsp.v50i4.354

Ravitch, D. (2011). The death and life of the great American school system: how testing and choice are undermining education. Basic Books.

Resolução n. 2. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Ministério da Educação/Conselho Federal de Educação. Disponível em https://bit.ly/2TMCw50

Rudio, F. V. (1992). Introdução ao Projeto de Pesquisa Científica. Petrópolis: Vozes.