Vol. 5 Núm. 3 (2012): Disponibilidad y Uso de Materiales Educativos en los Procesos de Enseñanza y Aprendizaje
Artículos

As Percepções dos Alunos de Engenharia sobre as Práticas de Avaliação da Aprendizagem

Herivelto Moreira
Universidad Autónoma de Madrid
Publicado mayo 27, 2016

Resumen

O objetivo deste estudo foi utilizar os dados qualitativos para explicar e aprofundar a percepção dos alunos de quatro cursos de engenharia de uma universidade pública no Brasil sobre as práticas de avaliação da aprendizagem utilizadas pelos professores. A fundamentação teórica para o estudo foi elaborada a partir de vários autores nacionais e internacionais sobre a complexidade e a importância da avaliação para a formação de futuros profissionais na área da engenharia. A abordagem utilizada foi a pesquisa qualitativa de natureza interpretativa. A amostra constituiu-se de seis alunos e uma aluna do 8º, 9º e 10º períodos dos quatro cursos de engenharia (Eletrônica, Eletrotécnica, Mecânica e Construção Civil). A técnica de coleta de dados foi a entrevista individual semi-estruturada. Os principais resultados mostram que existe a predominância da avaliação somativa na grande maioria das disciplinas dos quatro cursos de engenharia (e nas práticas dos professores) e que a participação dos alunos por meio da autovaliação, avaliação por pares é rara e pouco valorizada. Os alunos participantes do estudo têm percepção clara a respeito da participação no processo ensino/aprendizagem, da maneira como desenvolvem o trabalho acadêmico e das práticas avaliativas que realmente são importantes para eles.

Palabras clave: Avaliação somativa, avaliação formativa, alunos de engenharia.

 

The objective of this study was to identify the perceptions of students from four engineering courses at a public university in Curitiba - Paraná  on the evaluation learning practices used by teachers. The theoretical framework for the study was drawn from various national and international authors on the complexity and importance of evaluation for the qualification of future professionals in the field of engineering. The methodological approach was qualitative. The sample consisted of six male students and one female student from the 8th, 9th and 10th periods of four Engineering courses (Electronics, Electrical, Mechanical and Civil Construction). The data was collected through semi-structured individual interviews. The main results show that there is a predominance of summative evaluation in most of the disciplines of the four engineering courses (and in teachers’ practices), and students' participation through self-assessment, peer review is rare and undervalued. Students participating in this study have a clear perception about their participation in the teaching and learning process; how they develop the academic work and evaluation practices that are important to them.

Keywords: Summative assessment, formative assessment, higher education, engineering students.