Mestres e Doutores em Contabilidade no Brasil: Uma Análise dos Componentes Pedagógicos de sua Formação Inicial

Camilla Soueneta Nascimento Nganga, Reiner Alves Botinha, Gilberto José Miranda, Edvalda Araujo Leal

Resumen


A educação contábil no Brasil passa por transformações oriundas, principalmente, da expansão do ensino superior, do aumento do número de programas de pós-graduação em contabilidade e da adoção das normas internacionais de contabilidade. A Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) dispôs que a preparação para a docência deve acontecer em nível de pós-graduação, prioritariamente, em programas de mestrado e doutorado. Diante do exposto, a presente pesquisa tem como objetivo principal identificar quais são os componentes curriculares de formação pedagógica sistematizada presentes nos cursos de Pós-Graduação stricto sensu brasileiros em Ciências Contábeis. A análise dos cadernos de indicadores dos referidos programas, disponibilizados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), revelou um baixo número de disciplinas relativas à formação de professores oferecidas pelos cursos de mestrado e doutorado em Ciências Contábeis, bem como uma diversidade no que tange à oferta do Estágio Docência nesses cursos. Esse panorama reforça o fato de que os referidos programas têm como foco a formação de pesquisadores, com baixa atenção para a consolidação dos saberes pedagógicos dos futuros professores. 

 


Palabras clave


Formação docente; Currículo; Habilidades de ensino; Competências docentes; Ciências contábeis.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


Anastasiou, L.G.C. (2003). Ensinar, aprender e apreender processos de ensinagem. En L.G.C. Anastasiou e L.P. Alves (Orgs.), Processos de ensinagem na universidade (pp. 98-115). Joinville: Univille.

Andere, M.A. e Araújo, A.M.P. (2008). Aspectos da formação do professor de ensino superior de ciências contábeis: uma análise dos programas de pós-graduação. Revista de Contabilidade e Finanças, 19(48), 91-102.

Barlow, M. (1999). Le métier d’enseigner: essai de définition. París: Anthropos.

Benedito, V., Ferrer, V. e Ferreres, V. (1995). La Formación Universitaria a Debate. Barcelona: Publicaciones Universitat de Barcelona.

Comunelo, A.L., Espejo, M., Boese, S.B. e Lima, E.M. (2012). Programas de pós-graduação Stricto Sensu em contabilidade: sua contribuição na formação de professores e pesquisadores. Revista Enfoque - Reflexão Contábil, 31(1), 7-26.

Cunha, J.V.A., Cornacchione E.B. e Martins, G.A. (2008). Pós-graduação: o curso de doutorado em ciências contábeis da FEA/USP. Revista Contabilidade e Finanças, 19(48), 6-26.

Gil, A.C. (2002). Como elaborar projeto de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Laffin, M. (2001). O professor de contabilidade no contexto de novas exigências. Contabilidade Vista e Revista, 12(1), 57-58.

Lapini, V.C. (2012). Panorama da formação do professor em Ciências Contábeis pelos cursos stricto sensu no Brasil. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo, Brasil.

Lima, F, de Oliveira, A.C.L., Araújo, T.S. e Miranda, G.J. (2015). O choque com a realidade: dormi contador e acordei professor. REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educacion,13(1), 49-68

Masetto, M.T. (2003). Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus.

Mellouki, M. e Gauthier, C. (2004). O professor e seu mandato de mediador, herdeiro, intérprete e crítico. Educação e Sociedade, 25(87), 537-571.

Miranda, G.J. (2010). Docência universitária: uma análise das disciplinas na área da formação pedagógica oferecidas pelos programas de pós-graduação stricto sensu em Ciências Contábeis. Revista de educação e pesquisa em contabilidade, 4(2), 81-98.

Miranda, G.J., Casa Nova, S.P.C. e Cornacchione, E.B. (2012). Os saberes dos professores-referência no ensino de contabilidade. Revista de contabilidade e finanças, 23(59), 142-153.

Miranda, G.J., Casa Nova, S.P.C. e Cornacchione, E.B. (2013). The accounting education gap in Brazil. China-USA Business Review, 12(4), 361-372.

Miranda, G.J., Santos, L., Casa Nova, S.P.C. e Cornacchione, E.B. (2013). Pesquisa em educação contábil: produção científica e preferências de doutores no período de 2005 a 2009. Revista Contabilidade e Finanças, 24(61), 361-372.

Nossa, V. (1999). Formação do corpo docente dos cursos de graduação em contabilidade no Brasil: uma análise crítica. Caderno de Estudos, 21, 1-24.

Oliveira, M.C.S., Melo, M., Oliveira, M.H. e Paiva, K. (2009). A Influência da “vivência docente” na formação e desenvolvimento de competências profissionais docentes: uma percepção de mestrandos em administração. En VV.AA (Eds.), Anais do encontro de ensino e pesquisa em administração e contabilidade (pp. 156-178). Porto Alegre: USP.

Patrus, R. e Lima, M.C. (2012). Entre a formação de professores e de pesquisadores nos programas de pós-graduação stricto sensu em administração: contradições e alternativas. En VV.AA (Eds.), Anais do encontro da ANPAD (pp. 347-353). Rio de Janeiro: ANPAD.

Peleias, I.R., Segreti, J.B., Silva, G.P. e Chirotto, A.R. (2007). Evolução do ensino da contabilidade no Brasil: uma análise histórica. Revista Contabilidade e Finanças, 4, 361-372.

Pimenta, S.G. e Anastasiou, L.G. (2002). Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez.

Silva, A.B. e Costa, F. da. (2013). Itinerários para o desenvolvimento da competência docente na pós-graduação stricto sensu em administração. En VV.AA (Eds.), Anais do encontro da ANPAD (pp. 377-393). Rio de Janeiro: ANPAD.

Silva, T.P., Kreuzberg, F. y Rodríguez. M.M. (2015). Desempenho dos programas brasileiros de pós-graduação em contabilidade na tangente da pesquisa científica. REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, 13(1), 123-137.

Slomski, V.G. (2007). Saberes e competências do professor universitário: contribuições para o estudo da prática pedagógica do professor de ciências contábeis do brasil. Revista de Contabilidade e Organizações, 1(1), 87-103.

Vasconcelos, A.F. (2009). Professores em ciências contábeis: um estudo sobre as competências para o exercício da docência nos cursos presenciais no nordeste brasileiro. Dissertação de Mestrado. Programa Multi-institucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (UNB, UFPB e UFRN), João Pessoa, PB, Brasil.

Zabalza, M.A. (2004). O Ensino Universitário, seu Cenário e seus Protagonistas. Porto Alegre: Artmed.




DOI: http://dx.doi.org/10.15366/reice2016.14.1.005

Copyright (c) 2016 REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación

REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación está indexada en:

Scopus, Emerging Sources Citation Index (ESCI), Google Académico, Dialnet, ISOC, Redalyc, EBSCO Fuente Académica Premier, EBSCO Fuente Académica Plus, CIRC, DICE, GENAMICS, Latindex, MIAR, Resh, Biblioteca de la OEI, In-Recs, Iresie, REDIB, REDIAL, DOAJ, Dulcinea, EZB, BNE, GLOOBAL, REBIUN, Sudoc, WorldCat y Georgetown University Library, Copac *.