Vol. 8 Núm. 3 (2010): La Participación de la Comunidad en la Mejora de la Escuela
Artículos

Participação, Empreendedorismo e Educação: o Projeto Livro em Roda

Publicado julio 1, 2016

Palabras clave:

Empreendedorismo Social, educação, comunidade

Resumen

O Empreendedorismo Social tem sido apontado como um elemento de transformação por meio da criação de novos mercados e da identificação de brechas no sistema. Isto é, o reconhecimento de oportunidades de atuação em áreas que não são atendidas pelo setor privado e também pelo setor público. O presente estudo analisa a participação da comunidade na escola por meio do desenvolvimento de um empreendimento social: o projeto Livro em Roda. 

A análise identifica os diferentes momentos desde a concepção por meio de um processo de identificação de oportunidades, passando pela escolha de alternativas de modelo de atuação, estabelecimento de alianças estratégicas e financiamento até a etapa de crescimento e diversificação de atividades. O projeto Livro em Roda é um exemplo do poder de transformação que uma simples idéia explorada por um empreendedor, pode ter na educação de uma comunidade.

 

Participation, Entrepreneurism in Education: The Wheel Book Project

Social Entrepreneurship has been recognized as an element of transformation trough the creation of new markets. There is a process of identification of opportunities in areas that are not explored by the private sector as well as the public sector. The present paper aimed at the analysis of a project  in the educational area: Livro em Roda Project. This project is the proof that one idea can have a huge impact in a community if explored by an entrepreneur.

Keywords: Social Entrepreneurship, education, community.

Citas

Athias, G (2006). Dias de Paz: a abertura das escolas paulistas a comunidade. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0017/001785/178541POR.pdf

Castanhar, J.C. (2007). Empreendedorismo e Desenvolvimento Regional no Brasil: uma análise da relação entre a criação de empresas e o desenvolvimento regional ao longo do tempo e de estratégias de empreendedores selecionados. Tese de doutoramento defendida na Escola de Gestão do Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), Lisboa.

Dees, J. (2001). The meaning of Social Entrepreneurship. Disponível em: www.fuqua.duke.edu/centers/case/documents/dees_SE.pdf

Demo, P. (1999). Participação é conquista: noções de política social participativa. São Paulo, Ed. Cortez.

Elkington,J. & Hartigan, P. (2007). The power of unreasonable people. Ed. Harvard Business Press. Boston, Massachusetts .

Elkington & Tickell. (2006) The role of social entrepreneurship in solving sustainability challenges. IN: Skoll paper 1. Disponível em www.skollfoundation.org

Gentilli, P. (1999). Políticas educacionais no contexto do neoliberalismo: os significados da privatização no campo educacional. In Oliveira, Maria N. (org.) As políticas neoliberais no contexto da globalização. Ilheús: Editus.

Kristof, N. (2008). The age of ambition. Artigo publicado no New York Times em 27-01-08.

Paro, V. (1992). Gestão da Escola Pública: a Participação da Comunidade. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 73(74), pp.255-290.

Sarasvathy, S. (2001).Causation and Effectuation: toward a theoretical shift from economic inevitability to entrepreneurial contingency. Academy of Management Review, 26(2) pp. 243 -263.

Shane,S. & Venkataraman, S. (2000). The promise of entrepreneurship as a field of research. Academy of Management Review, 25(1) pp. 217-226.

Silva, N. (s.d.) A participação da comunidade na gestão escolar: dádiva ou conquista? IN: http://sare.unianhanguera.edu.br/index.php/reduc/article/viewFile/195/192

Torres, R. (1999). Mejorar la calidad de la educacion basica? Las estrategias del Banco Mundial. In Coraggio J.L. &

Torres, R.M. La educación según el Banco Mundial: un análisis de sus propuestas y métodos. Madrid: Miño y Dávila.