Vol. 5 Núm. 2 (2007): Avances en Evaluación Educativa en Brasil
Artículos

Avaliação de Programas nos Campos da Educação e da Administração: Idéias para um Projeto de Melhoria ao Modelo de Kirkpatrick

Publicado octubre 16, 2018

Palabras clave:

Avaliação de programas, educação, administração.

Resumen

O presente artigo aborda a avaliação de programas de educação em organizações educacionais, escolares e empresariais, através de uma estratégia metodológica estruturada em quatro pólos: pólo epistemológico, pólo teórico, pólo morfológico e pólo técnico (De Bruyne et. al., 1977). O pensamento de Gaston Bachelard e a abordagem estrutural-sistêmica preenchem os campos epistemológico e teórico, respectivamente. Nestes eixos metodológicos é feita uma investigação do fenômeno avaliação nos campos da Educação e da Administração. O termo educação organizacional é empregado dentro do novo contexto em organizações e atendendo às exigências de inovações tecnológicas e maior competitividade. São citados, no pólo morfológico, vários modelos de avaliação em Educação e modelos de programas de educação em organizações sob o enfoque de autores dos Estados Unidos e do Brasil. O modelo de Kirkpatrick, surgido em 1959, é tomado como referência após a constatação, em pesquisas exploratórias e aplicadas, de sua utilização em grandes empresas instaladas no Brasil. O projeto de melhoria está fundamentado nos conceitos de avaliação processual, dialógica, zona de desenvolvimento proximal, contrato de avaliação e indicadores de aproveitamento quantitativos e qualitativo.