Vol. 5 Núm. 2 (2007): Avances en Evaluación Educativa en Brasil
Artículos

O Uso de Indicadores Sentinela na Gestão de Sistemas Educacionais

Publicado 16 octubre 2018

Palabras clave:

Política educacional, indicadores educacionais, cenários futuros, sistema sentinela em educação.
Cómo citar
Chrispino, A. (2018). O Uso de Indicadores Sentinela na Gestão de Sistemas Educacionais. REICE. Revista Iberoamericana Sobre Calidad, Eficacia Y Cambio En Educación, 5(2). Recuperado a partir de https://revistas.uam.es/reice/article/view/10120

Resumen

O presente trabalho contextualiza a gestão de sistemas ou gestão escolar como um hard case (caso difícil) pela complexidade que caracteriza o conjunto de entes, variáveis e atores na educação brasileira. Frente a esta complexidade, aponta três aspectos que influem na capacidade de decisão e de obtenção de resultados no sistema educacional: o perfil do gestor, o tempo e a perícia dos seus dirigentes e a regra de formação da organização, indicando a necessidade e importância de indicadores e de indicadores educacionais, tais como eficácia, eficiência e efetividade, impacto e indicadores-sentinelas. Realça a importância de se instalar um sistema de indicadores sentinela, que pode ser a conexão do saber técnico, do fazer político e a necessidade social. Conclama estes segmentos a identificarem o futuro que se deseja (saber técnico), que se pode realizar (capacidade político-administrativa) e que se sonha (necessidade social). Conclui apresentando um conjunto de exemplos cotidianos de aplicação dos conceitos de indicadores sentinela e identifica sua capacidade de antecipar dificuldades no sistema educacional.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.