[POR] A INQUISIÇÃO PORTUGUESA DURANTE O GOVERNO DE D. JOÃO COSME DA CUNHA (1770-1783) // THE PORTUGUESE INQUISITION DURING THE GOVERNMENT OF D. JOÃO COSME DA CUNHA (1770-1783)

Ricardo Pessa de Oliveira

Resumen


Este artigo tem por objeto de estudo o inquisidor geral D. João Cosme da Cunha, uma das personagens mais criticadas e mal vistas da segunda metade do século XVIII português. Depois de uma análise sucinta sobre a sua ascendência, o seu percurso académico e os lugares que ocupou no Estado e na Igreja, este texto atribui especial relevo à sua atuação enquanto inquisidor geral, cargo que desempenhou entre 1770 e 1783, e às transformações que o Tribunal da Fé conheceu nesse período.

 

PALAVRAS-CHAVE: Inquisição, Portugal, Século XVIII, Inquisidor Geral, D. João Cosme da Cunha.

 

--

 

The main purpose of this article was the study of general inquisitor D. João Cosme da Cunha, one of the most criticized and poorly seen characters of the second half of the 18th century Portuguese. After a brief analysis of his ancestry, his academic experience and the religious and political careers, we analised his actions as a general inquisitor (1770-1783), and the transformations that the Inquisition met in this period.

 

KEYWORDS: Inquisition, Portugal, 18th century, General Inquisitor, D. João Cosme da Cunha.


Texto completo:

PDF

Referencias


Fontes Manuscritas

Coimbra, Arquivo da Universidade de Coimbra (AUC)

Atos e Graus, vol. 71, IV/ I-D, 1, 2, 13; vol. 72, IV/ I-D, 1, 2, 14.

Colégio de São Pedro, cx. 23, n.º 37.

Évora, Biblioteca Pública de Évora (BPE)

Cod. CIV/I-10.

Lisboa, Arquivo Histórico Ultramarino (AHU)

Conselho Ultramarino, cx. 328 e 340.

Lisboa, Arquivo Nacional Torre do Tombo (ANTT)

Chancelaria de D. José I, liv. 30 e 69.

Conselho Geral do Santo Ofício, habilitações, João, mç. 71, doc. 1327.

Conselho Geral do Santo Ofício, liv. 137, 366, 381 e 433.

Conselho Geral do Santo Ofício, papéis avulsos, mç. 6, cx. 12.

Inquisição de Évora, liv. 4 e 110.

Inquisição de Lisboa, liv. 159.

Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional (BN)

Ms. 65, 3,1, n.º 7

Fontes Impressas

Breve do Santíssimo Padre Clemente XIV, pelo qual se supprimem os Mosteiros dos Conegos Regulares de Santo Agostinho de Portugal e nelle declarados; e seos rendimentos se unem, e applicam ao Real Convento de Mafra do padroado Real, agora concedido e assinado aos mesmos Conegos Regulares. Lisboa: Régia Oficina Tipográfica, 1770.

Cartas do Marquês de Pombal (1777-1780), prefácio e notas de D. José Manuel de Noronha. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1916.

Collecção das Leys, Decretos e Alvarás del Rey D. Jozé I, tomo III. Lisboa: Oficina de António Rodrigues Galhardo, 1790.

Costigan, Arthur William. Cartas sobre a Sociedade e os Costumes de Portugal 1778-1779, tradução, prefácio e notas de Augusto Reis Machado, vol. 1. Lisboa: Lisóptima, 1989.

Dellon, Charles. Narração da Inquisição de Goa. Nova-Goa: Imprensa Nacional, 1866.

Gazeta de Lisboa de 1715 a 1761.

Gorani, José. Portugal A Corte e o Pais nos anos de 1765 a 1767, tradução, prefácio e notas de Castelo Branco Chaves. Lisboa: Editorial Ática, 1945.

Gramoza, José Pedro Ferrás. Successos de Portugal. Memórias Históricas Políticas e Civis em que se descrevem os mais importantes sucessos ocorridos em Portugal desde 1742 até ao anno de 1804. Lisboa: Tipografia do Diário da Manhã, 1882.

João (D.) de Nossa Senhora da Porta, Conego Regular de Santo Agostinho, por mercê de Deos, e da Santa Sé Apostolica Bispo de Leiria, do Conselho de Sua Magestade Fidelissima, &c. Lisboa: Oficina Patriarcal de Francisco Luís Ameno, 1759.

Lisboa, João Luís, Miranda, Tiago C. P. dos Reis, Olival, Fernanda. Gazetas Manuscritas da Biblioteca Pública de Évora, vol. I (1729-1731). Lisboa: Colibri, Centro de História da Universidade Nova de Lisboa, Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora, 2002.

Processo (O) de José Anastácio da Cunha na Inquisição de Coimbra (1778), introdução, transcrição e notas de João Pedro Ferro. Lisboa: Palas Editores, 1987.

Ratton, Jacome. Recordações de Jacome Ratton sobre ocorrências do seu tempo em Portugal de Maio de 1747 a Setembro de 1810, 3.ª ed. Lisboa: Fenda, 1992.

Regimento do Santo Officio da Inquisição dos Reynos de Portugal. Lisboa: Manuel da Silva, 1640.

Regimento do Santo Officio da Inquisição dos Reinos de Portugal. Lisboa: Miguel Manescal da Costa, 1774.

Santarém, Visconde de. Quadro Elementar das Relações Politicas e Diplomáticas de Portugal com as Diversas Potencias do Mundo desde o principio da monarchia portugueza até aos nossos dias, vol. VIII. Lisboa: Academia Real das Ciências de Lisboa, 1853.

Silva, António Delgado da. Collecção da Legislação Portugueza desde a ultima compilação das Ordenações. Legislação de 1763 a 1774. Lisboa: Tipografia Maigrense, 1829.

Triste e Alegre Cidade de Évora. Testemunho de um anónimo do século XVIII, estudo e transcrição de Teresa Fonseca. Évora: Câmara Municipal de Évora, 2001.

Bibliografía

Obras de referência

Almeida, Fortunato de. História da Igreja em Portugal, nova edição preparada e dirigida por Damião Peres, vol. III. Porto, Lisboa: Livraria Civilização Editora, 1970.

Zúquete, Afonso. Nobreza de Portugal e do Brasil, vol. III. Lisboa: Editorial Enciclopédia, 1960.

Estudos

Araújo, Ana Cristina. “Dirigismo Cultural e Formação das Elites no Pombalismo”, en O Marquês de Pombal e a Universidade, ed. Ana Cristina Araújo. Coimbra: Imprensa da Universidade, 2000, 9-40.

Azevedo, João Lúcio de. História dos Cristãos-Novos Portugueses, 3.ª ed.. Lisboa: Clássica Editora, 1989.

Baião, António. “A Extinção Pombalina da Inquisição de Goa. Ordem inédita do Inquisidor Geral nesse sentido e inventário dos seus móveis e preciosidades”, Ocidente 1, 2, (1938): 229-238.

Baião, António. A Inquisição de Goa: Tentativa de História da sua origem, estabelecimento, evolução e extinção, vol. I. Lisboa: Academia das Ciências, 1949.

Beirão, Caetano, D. Maria I 1777-1792, subsídios para a revisão do seu reinado, 3.ª ed.. Lisboa: Empresa Nacional de Publicidade, 1944.

Bethencourt, Francisco. História das Inquisições. Portugal, Espanha e Itália. Lisboa: Círculo de Leitores, 1994.

Bethencourt, Francisco. O Imaginário da Magia. Feiticeiras, Saludadores e Nigromantes no século XVI. Lisboa: Universidade Aberta, 1987.

Braga, Isabel M. R. Mendes Drumond, Braga, Paulo Drumond. “Um solicitante na Inquisição de Coimbra no século XVII: o padre António Dias” Vértice 66 (1995): 97-100.

Braga, Maria Luísa. A Inquisição em Portugal. Primeira metade do século XVIII O Inquisidor Geral D. Nuno da Cunha de Ataíde e Mello. Lisboa: Instituto Nacional de Investigação Científica, 1992.

Braga, Paulo Drumond. “Igreja, Igrejas e Culto”, en Nova História de Portugal, ed. Joel Serrão y A. H. de Oliveira Marques, vol. VII, Da Paz da Restauração ao Ouro do Brasil, coordenação de Avelino de Freitas de Meneses. Lisboa: Editorial Presença, 2001, 90-129.

Braga, Paulo Drumond. A Inquisição nos Açores. Ponta Delgada: Instituto Cultural de Ponta Delgada, 1997.

Carvalho, Joaquim Ramos de y Paiva, José Pedro. “Visitações”, en Dicionário de História Religiosa de Portugal, ed. Carlos Moreira Azevedo, vol. P-V, Apêndices. Lisboa: Círculo de Leitores, 2001, 365-366.

Castro, José de. O Cardial Nacional. Lisboa: Agência Geral das Colónias, 1943.

Coelho, António Borges. A Morte do Inquisidor Geral. Lisboa: Caminho, 2007.

Fonseca, Fernando Taveira da. A Universidade de Coimbra (1700-1771). Estudo Social e Económico. Coimbra: Universidade de Coimbra, 1995.

Gouveia, Ricardo Jaime. O Sagrado e o Profano em Choque no Confessionário. O delito de solicitação no Tribunal da Inquisição. Portugal 1551-1700. Coimbra: Palimage, 2011.

Guerreiro, Jerónimo de Alcântara. Galeria dos Prelados de Évora. Évora: Gráfica Eborense, 1971.

Lacerda, José Ferreira de. Breves Apontamentos para a História da Fundação da Igreja do Senhor Jesus dos Milagres no concelho de Leiria. Leiria: Tipografia Leiriense, 1911.

Macedo, Jorge Borges de. “Real Mesa Censória”, en Dicionário de História de Portugal, ed. Joel Serrão, vol. III. Lisboa: Iniciativas, 1971, 40-42.

Marcadé, Jacques. Frei Manuel do Cenáculo Vilas Boas. Évêque de Beja, Archevêque D’Evora (1770-1817). Paris: Centro Cultural Português, Fundação Calouste Gulbenkian, 1978.

Marcocci, Giuseppe y Paiva, José Pedro. História da Inquisição Portuguesa (1536-1821). Lisboa: A Esfera dos Livros, 2013.

Martins, Maria Teresa Payam. A Censura Literária em Portugal nos séculos XVII e XVIII. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação para a Ciência e a Tecnologia, 2005.

Mendonça, José Lourenço Domingues de y Moreira, António Joaquim. História dos principais actos e procedimentos da Inquisição em Portugal. Lisboa: Círculo de Leitores, 1980.

Monteiro, Nuno Gonçalo. O Crepúsculo dos Grandes. A Casa e o Património da Aristocracia em Portugal (1750-1832), 2.ª ed. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2003.

Monteiro, Nuno Gonçalo. D. José. Na Sombra de Pombal. Lisboa: Círculo de Leitores, 2006.

Oliveira, Ricardo Pessa de. “Cerimónias Fúnebres por Inquisidores Gerais no século XVIII”, Revista de Portugal 5 (2008): 21-30.

Oliveira, Ricardo Pessa de. “Encenação de Poder: a Entrada Pública de D. João Cosme da Cunha em Leiria (1746)”, en Turres Veteras X, História do Sagrado e do Profano, Lisboa: Edições Colibri, Instituto de Estudos Regionais e do Municipalismo Alexandre Herculano. Torres Vedras: Câmara Municipal de Torres Vedras, 2008, 187-199.

Oliveira, Ricardo Pessa de. “Para o Estudo da Irmandade de São Pedro Mártir no final do século XVIII”, en Actas do IV Congresso Histórico de Guimarães “Do Absolutismo ao Liberalismo”, vol. I. Guimarães: Câmara Municipal de Guimarães, 2009, 509-530.

Oliveira, Ricardo Pessa de. “As Relações de Entrada do Bispo de Leiria D. João Cosme da Cunha (1746)”, Leiria-Fátima. Órgão Oficial da Diocese 45 (2008). 167-178.

Oliveira, Ricardo Pessa de. “Uma vida no Santo Ofício: o Inquisidor Geral D. João Cosme da Cunha”. Tese de Mestrado, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2007.

Paiva, José Pedro. Os Bispos de Portugal e do Império 1495-1777. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2006.

Paiva, José Pedro. Bruxaria e Superstição num País sem “caça às bruxas” 1600-1774, 2.ª ed.. Lisboa: Editorial Notícias, 2002.

Paiva, José Pedro. “O Cerimonial da Entrada dos Bispos nas suas dioceses uma encenação de poder (1741-1757)”, Revista de História das Ideias 15 (1993). 117-146. https://doi.org/10.14195/2183-8925_15_5

Paiva, José Pedro. “Definir uma elite de poder: os bispos em Portugal (1495-1777)”, en Optima Pars. Elites Ibero-Americanas do Antigo Regime. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2005, 47-63.

Paiva, José Pedro. “Etiqueta e Cerimónias públicas na esfera da Igreja (séculos XVII-XVIII)”, en Festa, cultura e sociabilidade na América Portuguesa, ed. István Jancsó y Íris Kantor, vol. I. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2001. 75-94.

Paiva, José Pedro. Práticas e Crenças Mágicas. O Medo e a Necessidade dos Mágicos na Diocese de Coimbra (1650-1740). Coimbra: Minerva, 1992.

Paiva, José Pedro. “As Visitas Pastorais”, en História Religiosa de Portugal, ed. Carlos Moreira Azevedo, vol. 2, Humanismos e Reformas, coordenação de João Francisco Marques e António Camões Gouveia. Lisboa: Círculo de Leitores, 2000, 250-255.

Pereira, Isaías da Rosa. Considerações em torno da Carta de Lei de D. José, de 1773, relativa à Abolição das Designações de ‘Cristão-Velho’ e ‘Cristão-Novo’, Lisboa: [s.n.], 1988.

Pereira, Isaías da Rosa. “A Real Mesa Censória e algumas bibliotecas da cidade de Angra em 1770”, Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira 50 (1992): 169-187.

Raimundo, Ricardo Varela. “Sentir Mal do Sacramento da Penitência: O Processo de Frei Salvador da Ressurreição”, Nova Augusta 17 (2005): 11-34.

Reis, Pedro José Pinto dos. “Conselheiros e Secretários de Estado de Portugal de D. João IV a D. José I. Subsídios para o seu estudo sócio-jurídico”, Tese de Mestrado, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, 1987.

Santos, Piedade Braga. “Actividade da Real Mesa Censória – Uma Sondagem”, Cultura: História e Filosofia 2 (1983). 379-382.

Souza, Evergton Sales de. Jansénisme et Réforme de l’Église dans l’Empire Portugais. 1640 à 1790. Paris: Centro Cultural Calouste Gulbenkian, 2004.

Souza, Laura de Mello e. O Diabo e a Terra de Santa Cruz, Feitiçaria e Religiosidade Popular no Brasil Colonial, 7.ª ed.. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

Souza, Laura de Mello e. O Inferno Atlântico. Demonologia e Colonização. Séculos XVI-XVIII. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

Subtil, José. “Governo e Administração”, en História de Portugal, ed. José Mattoso, vol. 4, O Antigo Regime (1620-1807), coord. de António Manuel Hespanha. Lisboa: Editorial Estampa, 1993. 157-193.

Tavares, Célia Cristina da Silva. “Esboço de uma Biografia do Inquisidor João Delgado Figueira”, Clio 9 (2003): 127-141.

Torres, Ruy D’Abreu. “Providência Literária, Junta de”, en Dicionário de História de Portugal, ed. Joel Serrão, vol. V. Lisboa: Livraria Figueirinhas, 1971. 198-199.

Vale, Teresa Leonor M. “D. Francisco de Castro (1574-1653) Reitor da Universidade de Coimbra, Bispo da Guarda e Inquisidor Geral”, Lusitania Sacra 7 (1995). 339-358.

Ventura, Ventura. “Algumas reflexões sobre o pensamento político de D. José Joaquim da Cunha de Azeredo Coutinho”, en Estudos sobre História e Cultura Contemporâneas de Portugal. Lisboa: Centro de História da Universidade de Lisboa, 2004. 9-21.

Viegas, Artur. O Poeta Santa Rita Durão, Revelações Históricas da sua Vida e do seu Século. Bruxelas: L’Édition D’Art Gaudio, 1914.

Zúquete, Afonso. Leiria. Subsídios para a História




DOI: http://dx.doi.org/10.15366/ldc2017.9.m6.005

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2017 Librosdelacorte.es

Librosdelacorte.es

ISSN: 1989-6425