Expectativas da Avaliação Docente na Educação Superior Brasileira. Um Estudo com os Envolvidos em uma Instituição de Ensino Pública

Ana Cléa Gomes de Sousa, Wagner Bandeira Andriola, Alberto Sampaio Lima

Resumen


Neste artigo apresentam-se os resultados de uma investigação que teve como objetivo analisar as expectativas dos alunos, professores e gestores na avaliação docente de uma instituição de ensino superior. A fundamentação teórica da pesquisa foi baseada em revisão de literatura sobre as dificuldades e potencialidades acerca da temática estudada. No que concerne aos procedimentos metodológicos, além do caráter descritivo, foi adotada a abordagem quali-quantitativa, buscando-se a integração dos dois enfoques por meio da triangulação entre métodos, onde se utilizou da combinação da entrevista semiestruturada com o questionário para a coleta dos dados. Os resultados da pesquisa evidenciaram que há fragilidades no protocolo avaliativo investigado, assim como no cerne das expectativas dos envolvidos encontra-se a urgência de elevar a eficiência do uso dos resultados oriundos da avaliação de professores.

Palavras-chave: Avaliação de profesores, Educação superior, Avaliação institucional, Evaliação do ensino.

 

Expectations for Professor Evaluation in Brazilian Higher Education. A Study with Stakeholders in a Public Institution

This article is the result of an investigation which aims analyze the expectations of students, professors and managers in teacher evaluation of an institution of higher education. The theoretical foundation is guided from a literature review addressing the difficulties and potentialities about the topic studied. Regarding the methodological procedures, beyond the descriptive character, the investigation adopted the qualitative and quantitative approach, seeking the integration of the two approaches by triangulation among methods, using the combination of semi-structured interviews with the questionnaire to collect data. Results showed that there are weaknesses in the evaluative protocol investigated, well as at the heartwood of stakeholders' expectations is the urgency of raising the efficiency of forms and uses of results from the evaluation of professors based on students' opinions.

Keywords: Professor evaluation, Higher education, Institutional evaluation, Teaching evaluation.


Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


Alcaraz N., Fernández Navas, M. e Sola M. (2012). La voz del alumnado en los procesos de evaluación docente universitaria. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, 5(2), 26-39.

Amaral, N. C. (2009). Expansão-avaliação-financiamento: Tensões, desafios da vinculação na educação superior brasileira. Em D. Mancebo (Org.), Reformas da educação superior: Cenários passados e contradições do presente (pp. 113-146). São Paulo: Xamã.

Andriola, C. G. (2011). Avaliação dos docentes de instituições de ensino superior (IES): O caso da Faculdade Cearense (FAC). (Dissertação, Universidade Federal do Ceará, POLEDUC, Fortaleza). Disponível em http://www.repositorio.ufc.br:8080/ri/bitstream/123456789/2790/1/2011_dis_CGAndriola.pdf

Andriola, W. B. (1999). Evaluación: La vía para la calidad educativa. Avaliação e Políticas Públicas em Educação, 7(25), 355-368.

Andriola, W. B. (2012). Avaliação do aprendizado discente: Estudo com professores de Escolas Públicas. Educar em Revista, 46, 141-158. doi:10.1590/s0104-40602012000400011

Andriola, W. B., Andriola, C. G., Lima, A. S. e Silva, J. C. (2012). Desenvolvimento de um protótipo de sistema informatizado para avaliação da atuação do docente universitário: Apresentação de resultados parciais. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, 5(2), 198-216.

Bisquerra, R. (2004). Metodología de la investigación educativa. Madrid: La Muralla.

Bertolin, J. C. G. (2009). Avaliação da educação superior brasileira: Relevância, diversidade, equidade e eficácia do sistema em tempos de mercantilização. Avaliação Campinas. Sorocaba, 14(2), 351-383.

Cavalcante, S. M. A., Cavalcante, L. M. S. e Andriola, W. B. (2010). Gestão estratégica do conhecimento nas instituições federais de ensino superior: Práticas facilitadoras. Em T. V. Viana (Org.), Múltiplas dimensões em avaliação educacional (pp. 47-79). Fortaleza: Imprece.

Cisneros-Cohernour, E. J. e Stake, R. E. (2010). La evaluación de la docencia en educación superior: De evaluaciones basadas en opinions de estudiantes a modelos por competencias. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, 3(1), 219-231.

Cisneros-Cohernour, E. J. e Stake, R. E. (2012). Using evaluation results for improving teaching practice: A research case study. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, 5(2), 40-51.

Fernandes, S. e Flores, M. A. (2012). A docência no contexto da avaliação do desempenho no ensino superior: Reflexões no âmbito de um estudo de caso. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, 5(2).

Flick, U. (2009). Introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed.

Flores, M. A. (2009). Da avaliação de professores: Reflexões sobre o caso Português. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, 2(1), 239-256.

Gil, A. C. (2009). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Graça, A., Duarte, P. A., Lagartixa, C., Tching, D. e Tomás, I. (2011). Avaliação do desempenho docente: Um guia para a ação. Lisboa: Lisboa Editora.

Hadji, C. A. (2010). Avaliação de professores em França: Da inspeção ao acompanhamento pedagógico. Em M. A. Flores (Org), A avaliação de professores numa perspectiva internacional: Sentidos e implicações (pp. 114-139). Porto: Areal.

IFCE. (2010). Conselho Superior. RESOLUÇÃO Nº 34. Aprova o Regulamento da distribuição da carga horária de pesquisa, ensino e extensão. Fortaleza.

INEP (2004). SINAES-Sistema Nacional da Educação Superior. Da concepção à regulação. Brasília: INEP.

Lavor, J. F., Andriola, W. B. e Lima A. S. (2015). Avaliando o impacto da qualidade da gestão acadêmica no desempenho dos cursos de graduação. Um estudo em Universidade pública Brasileira. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, 8(2), 233-254.

Lima A. S. e Andriola W. B. (2013). Avaliação de práticas pedagógicas inovadoras em curso de graduação em sistemas de informação. REICE. Revista Iberoamericana Sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, 11, 104-121.

Lima A. S., Andriola, W. B. e Tavares, W. A. (2015). Melhorando o processo de ensino e aprendizado em cursos de graduação na área de computação por meio da utilização de edublogs. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, 10, 816-841.

Malhotra, N. (2011). Pesquisa de marketing: Foco na decisão. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Murillo, F. J. (2006). Carrera y evaluación del desempeño docente. Um estúdio comparado entre 50 países de América y Europa. Santiago de Chile: OREALC/UNESCO.

Ristoff, D. I. (2011). Avaliação institucional: Pensando princípios. Em N. C. Balzan e D. J. Sobrinho (Orgs.), Avaliação intitucional: Teorias e experiências (pp. 37-51). São Paulo: Cortez.

Santo, E. E. e Santos, F. M. G. (diciembre, 2010). Avaliação de desempenho docente: Um estudo de caso numa instituição de ensino superior privado em Salvador-Bahia, Brasil. Em X Coloquio Internacional sobre Gestión Universitaria en América del Sur, Mar del Plata. Disponível em http://www.inpeau.ufsc.br/wp/wp-content/BD_documentos/coloquio10/190.pdf

Stake, R. E. (2008). La ventaja de los criterios, la esencialidad del juicio. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, 1(3), 19-27.

Stronge, J. H. (2010). O que funciona, de facto, na avaliação de professores: Breves considerações. Em M. A. Flores (Org). A avaliação de professores numa perspectiva internacional: Sentidos e implicações (pp. 24-43). Porto: Areal.

Sobrinho, J. D. (2011). Avaliação institucional, instrumento da qualidade educativa: A experiência da Unicamp. Em M. A. Flores (Org), Avaliação institucional: Teorias e experiências (pp. 53-86). São Paulo: Cortez.

Sobrinho, J. D. (2011). Universidade: Processos de socialização e processos pedagógicos. Em M. A. Flores (Org), Avaliação institucional: Teorias e experiências (pp. 15-36). São Paulo: Cortez.

Vaillant, D. (2008). Algunos marcos referenciales para la evaluación del desempeño docente em América Latina. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa, 1(2), 7-22.

Vianna, H. M. (2000). A avaliação educacional: Teoria-planejamento-modelos. São Paulo: IBRASA.




DOI: http://dx.doi.org/10.15366/riee2016.9.2.005

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa

ISSN: 1989-0397

doi: 10.15366/riee