Vol. 13 Núm. 1 (2015)
Artículos

Desempenho dos Programas Brasileiros de Pós-graduação em Contabilidade na Tangente da Pesquisa Científica

Publicado diciembre 29, 2015

Palabras clave:

Calidad, Eficacia, Cambio, Mejora, Equidad, Innovación.

Resumen

O objetivo consiste em avaliar o desempenho dos programas de pós-graduação brasileiros de Contabilidade, no que tange a estrutura de construção do conhecimento. Foram analisadas sete programas de pós-graduação, durante o triênio de 2010 a 2012. Pautou-se a análise nos critérios definidos pela CAPES, aplicando-se o Método PROMÉTHÉE II, para a criação dos rankings. Conclui-se que alguns limiares precisam ser vencidos, principalmente, em relação à produção e a interação internacional dos programas. Sobre a função social, há forte relação da publicação dos professores, conjuntamente, com os alunos. Além de que a preocupação excessiva na produtividade pode gerar limitações na evolução do conhecimento científico, conforme defendido por trabalhos nesta área.

Citas

Barba-Romero, S. e Pomerol, J.C. (1997). Decisiones Multicriterio: Fundamentos Teóricos y Utilización Práctica. Alcalá de Henares: Universidad de Alcalá.

Borba, J.A. e Murcia, F.D. (2006). Oportunidades para Pesquisa e Publicação em Contabilidade: Um Estudo Preliminar sobre as Revistas Acadêmicas de Língua Inglesa do Portal de Periódicos da CAPES. Brazilian Business Review, 1(3), 88-105.

Botomé, S.P e Kubo, O.M. (2002). Responsabilidade Social dos programas de Pós-Graduação e formação de novos cientistas e professores de nível superior. Interação em Psicologia, 1 (6), 81-110.

Brans, J.P. e Vincke, P.H. (1985). A preference ranking organization method: The PROMETHEE Method for Multiple Criteria Decision-Making. Management Science, 31, 647-656.

CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (2013). Recuperado de http://www.capes.gov.br/

Castanha, R.C.G e Grácio, M.C.C. (2012). Indicadores de avaliação de programas de pós-graduação em Matemática. Em Questão, 18, 81–97.

Catelli, A. (2001). Controladoria: uma abordagem da gestão econômica. São Paulo: Atlas.

Costa, H.G., Motta, S.S. e Gutierrez, R.H. (2006, Junio). Avaliação da produção docente: abordagem multicritério pelo método Electre II. Comunicación presentada en el Encontro Nacional da Engenharia de Produção. Fortaleza, Ceará.

Dantas, F. (2004). Responsabilidade social e pós-graduação no Brasil: ideias para (avali)ação. Revista Brasileira de Pós-Graduação, 2(1), 160-172.

Gomes, L. e Gomes, C. (2012). Tomada de decisão gerencial: enfoque multicritério. São Paulo: Atlas.

Leite Filho, G.A. (2008). Padrões de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico. RAC, 2(12), 533-554.

Maccari, E.A., Lima, M.C. e Riccio, E.L. (2009). Uso do Sistema de Avaliação da CAPES por Programas de Pós- Graduação em Administração no Brasil. Revista de Ciências da Administração, Florianópolis, 25(11), 68-96.

Moreira, C., Hortale, V.A. e Hartz, Z.A. (2004). Avaliação da pós-graduação: buscando consenso. Revista Brasileira de Pós-Graduação, 1(1), 26-40.

Neves, R.B. e Costa, H.G. (2006). Avaliação de programas de pós-graduação: baseada na integração ELECTRE TRI, SWOT e sistema Capes. Revista Eletrônica Sistemas & Gestão, 1(3), 276-298.

Souza, F.C., Rover, S., Gallon, A.V. e Ensslin, S.R. (2008). Análise das IES da are de ciências contábeis e de seus pesquisadores por meio de sua produção científica. Revista Contabilidade Vista e Revista, 3(19), 5-38.

Theóphilo, C.R. e Iudícibus, S. (2005, mayo). Uma análise crítico epistemológica da produção científica em Contabilidade no Brasil. Comunicación presentada en el Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação em Administração. Brasília.

Yamamoto, O.H., Tourinho, E.Z. e Bastos, A. (2012). Produção cientifica e produtivismo: há alguma luz no final do túnel? Revista Brasileira de Pós-Graduação, 18(9), 727-750.