Modelos, formas e referências para os retábulos em Minas Gerais: o caso do tratado de Andrea Pozzo

Aziz José de Oliveira Pedrosa

Resumen


Entre os anos de 1730 e 1760, as igrejas setecentistas de Minas Gerais (Brasil), tiveram seus espaços internos transformados por retábulos e relevos de madeira, que materializaram as tendências barrocas correntes em Portugal, denominadas por Robert Smith de “estilo joanino”. Esse ciclo foi resultante do labor de oficiais portugueses, responsáveis pela produção de peças que contribuíram para propagar elementos formais e estéticos vinculados à arte desse período, na então Colônia brasileira. Reconhece-se que livros de arquitetura e gravuras circularam àquela época em Minas, incrementando as referências que constituíram o repertório artístico coevo. No domínio da arte local, no entanto, não foi devidamente mensurada a efetiva função exercida por essas fontes, tampouco foram examinados os nomes dos autores que podem ter exercido predominância nas orientações seguidas pelos artistas. Nesse sentido, este artigo tem como objetivo analisar a influência do tratado Perspectiva pictorum et architectorum (1717), de Andrea Pozzo (1642-1709), na construção e na formatação dos retábulos joaninos mineiros, conhecida a circulação desses livros entre entalhadores em exercício na região.

Palabras clave


Retábulos, estilo joanino, Andrea Pozzo, Barroco.

Texto completo:

PDF

Referencias


Argan, Giulio Carlo. Imagem e persuasão, ensaios sobre o barroco, São Paulo, Companhia das Letras, 2004.

Bohrer, Alex Fernandes, A Talha do Estilo Nacional Português em Minas Gerais: contexto sociocultural e produção artística, 2015. 2 vol. Tese (Doutorado em História), Fafich, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

Ferreira, Sílvia Maria cabrita Nogueira Amaral da, A talha dourada do altar-mor da Igreja de Santa Catarina, em Lisboa, 2002, Dissertação (Mestrado em História), Departamento de História, Universidade Lusíada de Lisboa, Lisboa, 2002.

Ferreira, Silvia, A talha: esplendores de um passado ainda presente (sec. XVI-XIX), Lisboa, Editora Nova Terra, 2008.

Galli Bibiena, Ferdinando, L’ Archittettura Civile: preparata sul a geometria e ridotta alle prospettive, Parma, Arnaldo Forni Editore, 1711.

Mello, Magno Moraes, A pintura de tectos em perspectiva: no Portugal de D. João V, Lisboa, Estampa, 1998, pp. 233 - 238.

Menezes, Ivo Porto de, Manuel Francisco de Araújo, en Revista do SPHAN, Rio de Janeiro, 18 (1978), pp. 83-113, p. 100.

Oliveira, Myriam Andrade Ribeiro de, O Rococó religioso no Brasil e seus antecedentes europeus, São Paulo, Cosac e Naify, 2003.

Passarini, Filippo. Nouve Inventione d´Ornamenti d´ Architettura e d’ Intagli di Versi utili ad argentieri intagliatori ricamatori et altri professori delle buone arte del disegno, Roma, 1698.

Pedrosa, Aziz José de Oliveira, José Coelho de Noronha: artes e ofício nas Minas Gerais do século XVIII, 2012, Dissertação (Mestrado), Escola de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

Pedrosa, Aziz José de Oliveira, A produção da talha joanina na capitania de Minas Gerais: retábulos, entalhadores e oficinas, 2016, Tese (Doutorado), Escola de Arquitetura, Universidade Federal de Minas Gerais, 2016.

Pericão, Maria da Graça, Tratadística de Arte dos Séculos XVII e XVIII Existente na Biblioteca da Academia das Belas Artes de Lisboa, en, Barroco, Belo Horizonte, 15 (1990 – 1992), pp. 189 - 218.

Pozzo, Andrea, Perspectiva pictorum et architectorum Andreae Putei e societate Jesu, Pars seconda, In quâ proponitur modus expeditiffimus delineandi opticè omnia, quae pertinent ad Architecturam. Romae MDCCLVIII, Ex apud Joannem Generosum Salomoni. Typographum, et Bibliopolam. Praesidum Facultate.

Santiago, Camila Fernanda Guimarães, Uso e impacto de impressos europeus na configuração do universo pictórico mineiro (1777-1830), Tese (Doutorado em História Social da Cultura), Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

Silva, Mateus Alves, O tratado de Andrea Pozzo e a pintura de perspectiva em Minas Gerais, dissertação de mestrado em História Social da Cultura, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil, 2012.

Smith, Robert C. A talha em Portugal, Lisboa, Livros Horizontes, 1962.

Wittkower, Rudolf, Arte y Arquitetctura en Italia: 1600 – 1750. Madrid, Ediciones Cátedra, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.15366/rha2018.13.006

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2018 Aziz José de Oliveira Pedrosa

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.

Revista Historia Autónoma

ISSN:2254-8726