FORMAS DE OCUPACIÓN RURAL EN ALCOUTIM (ALGARVE) (SS. V-X)

Helena Catarino

Resumen


O concelho de Alcoutim, pobre e periférico do Algarve, situa-se numa região rica em vestígios arqueológicos e em estreita relação com o rio Guadiana, principal eixo de comunicações com o Mediterrâneo, desde a Antiguidade. As prospecções arqueológicas têm vindo a mostrar uma grande densidade de ocupação romana, tardoantiga/ visigótica e islâmica, de que apenas se ilustram aqui alguns exemplos pontuais: povoados de altura, relacionados com a exploração mineira; villae tardo-romanas, que permaneceram ocupadas nos períodos visigótico e muçulmano; as fortificações islâmicas do Castelo das Relíquias e do Castelo Velho de Alcoutim. Da diversidade de sítios arqueológicos, com cronologia entre os séculos V e X, são de salientar os que revelaram elementos arquitectónicos de mármore e edifícios religiosos, por exemplo a igreja visigótica do Montinho das Laranjeiras e a mesquita do Castelo Velho de Alcoutim.

Palavras-chave: Villae tardo-antigas; povoados de altura; minas; igreja visigótica; mesquita; Castelo Velho de Alcoutim


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15366/cupauam2006.32.006

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Cuadernos de Prehistoria y Arqueología Universidad Autónoma de Madrid (CuPAUAM)

ISSN versión electrónica: 2530-3589

ISSN versión impresa: 0211-1608