Mestres e Doutores em Contabilidade no Brasil: Uma Análise dos Componentes Pedagógicos de sua Formação Inicial

Camilla Soueneta Nascimento Nganga, Reiner Alves Botinha, Gilberto José Miranda, Edvalda Araujo Leal

Resumen


A educação contábil no Brasil passa por transformações oriundas, principalmente, da expansão do ensino superior, do aumento do número de programas de pós-graduação em contabilidade e da adoção das normas internacionais de contabilidade. A Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) dispôs que a preparação para a docência deve acontecer em nível de pós-graduação, prioritariamente, em programas de mestrado e doutorado. Diante do exposto, a presente pesquisa tem como objetivo principal identificar quais são os componentes curriculares de formação pedagógica sistematizada presentes nos cursos de Pós-Graduação stricto sensu brasileiros em Ciências Contábeis. A análise dos cadernos de indicadores dos referidos programas, disponibilizados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), revelou um baixo número de disciplinas relativas à formação de professores oferecidas pelos cursos de mestrado e doutorado em Ciências Contábeis, bem como uma diversidade no que tange à oferta do Estágio Docência nesses cursos. Esse panorama reforça o fato de que os referidos programas têm como foco a formação de pesquisadores, com baixa atenção para a consolidação dos saberes pedagógicos dos futuros professores. 

 


Palabras clave


Formação docente; Currículo; Habilidades de ensino; Competências docentes; Ciências contábeis.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


Anastasiou, L.G.C. (2003). Ensinar, aprender e apreender processos de ensinagem. En L.G.C. Anastasiou e L.P. Alves (Orgs.), Processos de ensinagem na universidade (pp. 98-115). Joinville: Univille.

Andere, M.A. e Araújo, A.M.P. (2008). Aspectos da formação do professor de ensino superior de ciências contábeis: uma análise dos programas de pós-graduação. Revista de Contabilidade e Finanças, 19(48), 91-102.

Barlow, M. (1999). Le métier d’enseigner: essai de définition. París: Anthropos.

Benedito, V., Ferrer, V. e Ferreres, V. (1995). La Formación Universitaria a Debate. Barcelona: Publicaciones Universitat de Barcelona.

Comunelo, A.L., Espejo, M., Boese, S.B. e Lima, E.M. (2012). Programas de pós-graduação Stricto Sensu em contabilidade: sua contribuição na formação de professores e pesquisadores. Revista Enfoque - Reflexão Contábil, 31(1), 7-26.

Cunha, J.V.A., Cornacchione E.B. e Martins, G.A. (2008). Pós-graduação: o curso de doutorado em ciências contábeis da FEA/USP. Revista Contabilidade e Finanças, 19(48), 6-26.

Gil, A.C. (2002). Como elaborar projeto de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Laffin, M. (2001). O professor de contabilidade no contexto de novas exigências. Contabilidade Vista e Revista, 12(1), 57-58.

Lapini, V.C. (2012). Panorama da formação do professor em Ciências Contábeis pelos cursos stricto sensu no Brasil. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo, Brasil.

Lima, F, de Oliveira, A.C.L., Araújo, T.S. e Miranda, G.J. (2015). O choque com a realidade: dormi contador e acordei professor. REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educacion,13(1), 49-68

Masetto, M.T. (2003). Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus.

Mellouki, M. e Gauthier, C. (2004). O professor e seu mandato de mediador, herdeiro, intérprete e crítico. Educação e Sociedade, 25(87), 537-571.

Miranda, G.J. (2010). Docência universitária: uma análise das disciplinas na área da formação pedagógica oferecidas pelos programas de pós-graduação stricto sensu em Ciências Contábeis. Revista de educação e pesquisa em contabilidade, 4(2), 81-98.

Miranda, G.J., Casa Nova, S.P.C. e Cornacchione, E.B. (2012). Os saberes dos professores-referência no ensino de contabilidade. Revista de contabilidade e finanças, 23(59), 142-153.

Miranda, G.J., Casa Nova, S.P.C. e Cornacchione, E.B. (2013). The accounting education gap in Brazil. China-USA Business Review, 12(4), 361-372.

Miranda, G.J., Santos, L., Casa Nova, S.P.C. e Cornacchione, E.B. (2013). Pesquisa em educação contábil: produção científica e preferências de doutores no período de 2005 a 2009. Revista Contabilidade e Finanças, 24(61), 361-372.

Nossa, V. (1999). Formação do corpo docente dos cursos de graduação em contabilidade no Brasil: uma análise crítica. Caderno de Estudos, 21, 1-24.

Oliveira, M.C.S., Melo, M., Oliveira, M.H. e Paiva, K. (2009). A Influência da “vivência docente” na formação e desenvolvimento de competências profissionais docentes: uma percepção de mestrandos em administração. En VV.AA (Eds.), Anais do encontro de ensino e pesquisa em administração e contabilidade (pp. 156-178). Porto Alegre: USP.

Patrus, R. e Lima, M.C. (2012). Entre a formação de professores e de pesquisadores nos programas de pós-graduação stricto sensu em administração: contradições e alternativas. En VV.AA (Eds.), Anais do encontro da ANPAD (pp. 347-353). Rio de Janeiro: ANPAD.

Peleias, I.R., Segreti, J.B., Silva, G.P. e Chirotto, A.R. (2007). Evolução do ensino da contabilidade no Brasil: uma análise histórica. Revista Contabilidade e Finanças, 4, 361-372.

Pimenta, S.G. e Anastasiou, L.G. (2002). Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez.

Silva, A.B. e Costa, F. da. (2013). Itinerários para o desenvolvimento da competência docente na pós-graduação stricto sensu em administração. En VV.AA (Eds.), Anais do encontro da ANPAD (pp. 377-393). Rio de Janeiro: ANPAD.

Silva, T.P., Kreuzberg, F. y Rodríguez. M.M. (2015). Desempenho dos programas brasileiros de pós-graduação em contabilidade na tangente da pesquisa científica. REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, 13(1), 123-137.

Slomski, V.G. (2007). Saberes e competências do professor universitário: contribuições para o estudo da prática pedagógica do professor de ciências contábeis do brasil. Revista de Contabilidade e Organizações, 1(1), 87-103.

Vasconcelos, A.F. (2009). Professores em ciências contábeis: um estudo sobre as competências para o exercício da docência nos cursos presenciais no nordeste brasileiro. Dissertação de Mestrado. Programa Multi-institucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (UNB, UFPB e UFRN), João Pessoa, PB, Brasil.

Zabalza, M.A. (2004). O Ensino Universitário, seu Cenário e seus Protagonistas. Porto Alegre: Artmed.




DOI: http://dx.doi.org/10.15366/reice2016.14.1.005

Copyright (c) 2016 REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación

REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación está indexada en:

Scopus, Emerging Sources Citation Index (ESCI), Google Académico, Dialnet, ISOC, Redalyc, EBSCO Fuente Académica Premier, EBSCO Fuente Académica Plus, ERIH PLUS, CIRC, DICE, GENAMICS, Latindex, MIAR, Resh, Biblioteca de la OEI, In-Recs, Iresie, REDIB, REDIAL, DOAJ, Dulcinea, EZB, BNE, GLOOBAL, REBIUN, Sudoc, WorldCat y Georgetown University Library, Copac *.